Capítulos

Nosso site utiliza cookies para oferecer a melhor experiência possível

Produção

Produzindo tênis de forma diferente

Desde que a VEJA foi criada, nossos tênis sempre foram fabricados no mesmo local: Brasil.

Produzimos tênis tanto no Nordeste quanto no Sul do Brasil.

Com o tempo, uma verdadeira parceria se desenvolveu entre a marca e a planta de produção.

No cerne do projeto

Na indústria de vestuário e moda, as fábricas frequentemente estão no centro das questões econômicas globais, com condições de trabalho inseguras, salários baixos e pouco respeito ao meio ambiente.

Após conhecer a família de produtores de algodão e borracha, a VEJA decidiu fabricar no Brasil, onde indústrias sólidas e valor social se encontram.

Os trabalhadores são bem remunerados e vivem em condições normais.

Nada a ver com os países do Sudeste Asiático, que fabricam 95% dos tênis do mundo.

Porto Alegre

Porto Alegre © Photo Felipe Valduga

A VEJA produz seus tênis em fábricas e oficinas que respeitam as regras da OIT*.

Para garantir que o trabalho atenda aos padrões da VEJA, existem critérios adicionais que devem ser atendidos, como:

- Proximidade e qualidade da habitação

- Liberdade para formar grupos para defender seus direitos

- Padrões de vida e remuneração justa

- Benefícios para os funcionários e liberdade de expressão

*Os padrões da OIT garantem condições de trabalho justas e seguras em fábricas em todo o mundo.

Aproximadamente 12% deles são filiados a um sindicato. Os funcionários da fábrica desfrutam de 4 semanas de férias remuneradas por ano, trabalham 44 horas por semana com horários regulamentados e têm dois dias de folga por semana.

As horas extras são compensadas, e, em média, um trabalhador geralmente não excede 2 horas extras em um dia, geralmente durante a alta temporada. Além disso, em duas de nossas fábricas, os funcionários recebem uma participação nos lucros anualmente.

Uma das fábricas de tênis com as quais trabalhamos desde 2005 tem 100% de seus funcionários morando nas proximidades, e também oferece um serviço de ônibus compartilhado. Todos têm moradia adequada com eletricidade e água, que não é de propriedade da fábrica.

Funcionário da linha de produção

Porto Alegre, 2021

© Studio VEJA

Fábrica da VEJA

©Vincent Desailly

Cada funcionário reserva uma parte do seu salário, em torno de 7 a 11%, para o INSS, um plano de aposentadoria do governo. Eles também contribuem com 8% para o FGTS, que atua como um fundo de pensão.

Esse fundo está lá para cobrir indenizações se o emprego do funcionário terminar sem um bom motivo.

Porto Alegre, 2021

© Studio VEJA

Em 2023, os trabalhadores nas fábricas da VEJA nas linhas de produção ganharam um salário médio de R$ 1.648,75.

Um trabalhador de fábrica na China pode trabalhar mais de dezesseis horas, às vezes seis dias por semana. O pagamento por todas essas horas extras às vezes é tão baixo quanto 55 centavos por hora. O salário médio é de 7.690 CNY por mês.

Solados vulcanizados

© Studio VEJA

Durante todos esses anos, estabelecemos uma cadeia de suprimentos sustentável, como algodão orgânico proveniente do Brasil e do Peru, ou borracha selvagem colhida na Floresta Amazônica.

Decidimos que era hora de desenvolver uma segunda cadeia de suprimentos, igualmente responsável em cada etapa da produção.

Sempre buscando fazer melhor

A VEJA incentiva os fornecedores a serem mais transparentes.

Exigimos que a planta de fabricação realize auditorias sociais recorrentes e testes químicos.

Todos os anos, realizamos uma auditoria social para garantir que nossas fábricas respeitem nossos valores e atendam aos nossos critérios, e para identificar as áreas onde ainda podemos melhorar e fazer melhor.

Após esta auditoria, um plano de ação corretiva é submetido para retificar os poucos pontos que ainda precisam ser melhorados.

A VEJA segue práticas éticas e sustentáveis. Nossa cadeia de suprimentos é transparente, justa e livre de exploração. Nós nos opomos ao trabalho forçado, promovendo um local de trabalho que respeita os direitos humanos e a dignidade em todas as etapas da produção.

Cada um de nossos parceiros concorda em seguir as diretrizes de qualidade da VEJA

A VEJA tem trabalhado com a mesma fábrica desde o início.

Conforme o projeto cresceu e introduzimos nossa linha de corrida, precisamos nos associar a mais fábricas.

Atualmente, cerca de 25% da produção é entregue por uma fábrica com a qual começamos a trabalhar em 2018.

Para nossa linha de corrida, começamos a colaborar com duas novas fábricas em 2019 e 2020.

Formamos parcerias naturais com elas e introduzimos novas tecnologias no local para melhorar a qualidade e os serviços.

Todas as fábricas da VEJA estão no Brasil, país que possui leis trabalhistas rigorosas para os trabalhadores

Fabricado na Europa, Vendido na Europa

Em 2023, lançamos secretamente a produção na Europa e já produzimos mais de 100.000 pares em Portugal sem comunicar a ninguém.

O objetivo do Projeto Egeu é fabricar tênis especificamente para o mercado da União Europeia, com a produção ocorrendo localmente em Portugal.

Durante um ano, desenvolvemos uma nova cadeia de suprimentos focada em produzir tênis para a Europa.

Procuramos um país com condições de trabalho justas, assim como as do Brasil, onde os direitos dos trabalhadores são respeitados.

Com o Projeto Egeu, a VEJA está dando passos em direção a um futuro mais sustentável e responsável para os tênis na Europa.

A VEJA se associa a uma fábrica em Portugal, onde os funcionários trabalham uma semana padrão de 40 horas. Os salários mensais têm uma média de €1300.

A fábrica prioriza o bem-estar dos trabalhadores com treinamento em segurança, saúde e questões ambientais, juntamente com proteção social, medidas contra assédio, iniciativas contra corrupção e manejo seguro de substâncias nocivas.

Embalagem de tênis

Desde 2005, produzimos caixas de papelão com papelão kraft natural. Limitamos o uso de tintas e impressão para reduzir seu impacto e garantir sua reciclabilidade.

Atualmente, todas as caixas de sapato da VEJA são certificadas pelo Forest Stewardship Council (FSC™), provenientes de florestas geridas de forma responsável que proporcionam benefícios ambientais, sociais e econômicos.

O selo do Forest Stewardship Council (FSC™) garante que a floresta seja gerenciada de forma a preservar a diversidade, beneficiar as comunidades locais e os trabalhadores, e garantir viabilidade econômica.

A VEJA possui 12 tamanhos diferentes de caixas para evitar o consumo excessivo de recursos. Estamos buscando ativamente opções mais sustentáveis para embalagens 100% livres de plástico.

Embalagem da VEJA

©Vincent Desailly